683_the-agonist

O The Agonist está de volta, agora com seu quinto disco de estúdio, de nome “Five” (extremamente óbvio). Se o nome do disco não é dos mais criativos, o conteúdo existente nele é, sim, um dos mais criativos da banda canadense formada em 2004.

“Five” possui uma ótima produção, compatível com o que a sonoridade da banda propõe, uma capa muito bacana e instrumentistas inspirados em suas funções. Ou seja, seria um álbum quase perfeito se não fosse por um pequeno detalhe: Vicky Psarakis.

E antes que venham fãs da moça querendo minha cabeça, deixo claro que a mesma é uma artista talentosa, com uma das vozes mais legais da nova geração. Mas quando utiliza o vocal mais gutural a coisa simplesmente parece não funcionar direito. Quando usa sua voz limpa e vocalizações mais agressivas, Vicky faz um trabalho 100%, mas seu vocal gutural parece exigir demais da moça, fazendo com que o mesmo soe forçado. E além de tudo é difícil para qualquer mortal conseguir substituir Alissa White-Gluz.

“Five” possui momentos distintos, e muitas variações em toda sua duração, o que faz com que seja um banquete para os fãs de longa data da banda. Impossível deixar de destacar faixas que já nasceram para ser clássicas como “The Moment” (refrão impagável), “The Hunt” (em sua metade vira quase um Black/Doom Metal) e “The Trial”.

Outras músicas apostam no peso e rapidez, como “The Chain”, “The Game” (outro refrão e um trabalho de bateria marcante) e “The Ressurection”. E ainda há espaço para faixas que saem um pouco do comum, seja no instrumental quanto nas vocalizações, como “The Anchor and the Sail”, “The Raven Eyes” e “The Villain”.

Uma amostra de como o vocal mais “clean” de Vicky funciona bem é em “The Ocean”, que talvez fosse um caminho legal para o The Agonist, ou mesmo o vocal mais rasgado em “The Man Who Fell to World”, que igualmente casou bem com a sonoridade da banda. Mas não há como apagar o passado, e assim teremos que ver o que o futuro trará para a banda, sempre sob a sombra de Alissa…

 

Nota: 8,0

Formação:

Danny Marino – guitarras

Chris Kells – baixo, backing vocals

Simon McKay – bateria

Pascal “Paco” Jobin – guitarras

Vicky Psarakis – vocais

 

14 Faixas –

Tracklist:

1. “The Moment” 4:14
2. “The Chain” 3:12
3. “The Anchor and The Sail” 3:49
4. “The Game” 2:50
5. “The Ocean” 4:27
6. “The Hunt” 3:35
7. “The Raven Eyes” 5:35
8. “The Wake” 2:44
9. “The Resurrection” 5:00
10. “The Villain” 5:22
11. “The Pursuit of Emptiness” 4:03
12. “The Man Who Fell to Earth” 3:53
13. “The Trial” 4:33
14. “Take Me to Church (Hozier Cover) (Bonus Track)”

theagonist2016_faya-24