Capa

 

Sempre é complicado fazer uma resenha de um álbum quando tu pareces não conseguir captar o que o artista realmente tentou passar com sua música. Foi o que aconteceu no caso deste “Pleasures”, primeiro lançamento solo de Dante Fenderrelli.

Dante é um multi instrumentista, e em “Pleasures” procurou resgatar um pouco o Rock anos 60 e 70, trazendo o mesmo para os dias de hoje. Apesar de ser, obviamente, um músico mais que competente, talvez o resultado esperado não foi alcançado. Muito disso em virtude da pobre produção do disco, mesmo que ele intencionalmente deveria soar cru. O problema é que existem diferenças no volume dos instrumentos, com os vocais baixos demais em detrimento das guitarras, alem de não soar da maneira correta. Na verdade o resultado ficou mais próximo do Grunge que do Rock n’ Roll.

As sete faixas que compõem “Pleasures” (sendo duas versões quase iguais de “She’s Just Falling”) soam cruas, simples e propositadamente desleixadas, um Rock mais sujo e lisérgico. Só que tudo acabou soando simples demais, e as letras contribuem para essa sensação, casando mais com uma banda Punk que uma de Rock n’ Roll. Como maior destaque temos a citada faixa de abertura (ou de encerramento, depende do ponto de vista), essa uma música com ritmo empolgante, com potencial até para hit e ótimos riffs de guitarra. Na verdade é esse instrumento que traz os melhores resultados, pois “Winds Should” e “Lady Violence” possuem ótimos riffs e melodias. Já “Got So Free” poderia ser uma Demo perdida do Nirvana, o que mostra o lado Grunge no trabalho de Dante.

Já no DVD que acompanha “Pleasures” temos cinco faixas (visto que “She’s Just Falling” aparece novamente duas vezes aqui), sendo que Making Love é um cover do Kiss. Apesar da boa edição de imagens, o DVD não traz grandes surpresas, com exceção do Videoart da música “She’s Just Falling”, que traz uma rapariga nua se banhando, o que não é de todo ruim (pelo contrário).

Enfim, potencial é algo que não pode ser negado que Dante possui, pois ele tem postura e alma roqueira, e criou alguns riffs de guitarra muito bacanas em “Pleasures”, mas talvez o desejo de fazer algo mais sujo e analógico tenha o feito perder um pouco o rumo. Mas nada que não tenha solução.

 

Nota:6,5

7 faixas (CD) – 19:08

Tracklist:

  1. She’s Just Falling
    2. Winds Should
    3. She Goes Now
    4. Lady Violence
    5. Got So Free [Live n Wild]
    6. She’s Dancing On
    7. She’s Just Falling [Live]

DVD:

1 – Making Love (Live)

2 – She’s Just Falling (Live)

3 – Lady Violence

4 – She Goes Now

5 – Got So Free (live)

6 – She’s Just Falling (Videoart)