10408917_610063639095424_5210901984929702150_n

Apesar do retorno financeiro zero ao se manter um blog/colaborar com um site de Rock/Metal, não há como disfarçar uma pitada de satisfação ao receber pelo correio, vindo da distante Polônia, um disco da banda Evelyn para resenhar. Isso por que essa foi a primeira banda internacional que tive o prazer de entrevistar, no agora já distante mês de Maio de 2012. Esse tipo de retorno não tem preço.

Enfim, ainda pouco conhecidos no Brasil, a banda possui uma sonoridade difícil de descrever e principalmente assimilar, pois podem ser considerados uma banda de Gothic Rock, apesar de possuir elementos de Eletro Goth, Industrial, Metal clássico e vocais típicos de Black Metal. Ou seja, uma mistura que nem todos conseguem digerir facilmente.

E o próprio nome do disco já entrega o que se encontra aqui “The Key to Understanding Suicides”, e durante toda sua duração há um forte ar de melancolia nas faixas. Após a primeira faixa (uma simples intro de barulhos estranhos, quem já ouviu algo assim antes?) vem “Catatonic Euphoria”, talvez a música mais empolgante do álbum, com um bom mix de melodias e peso, principalmente nas camadas de guitarra do cérebro por trás da banda polonesa, o Guitar/baixo/bateria eletrônica Chorus. Mas a minha preferida é “Suicidal Melancholy”, música com belíssimo trabalho de teclado de Asteria, boas melodias de guitarra que contrastam com o vocal angustiado da Alexa. A bateria eletrônica, apesar dos avanços com relação há anos atrás, deixam a audição de “Romantic Aboulia” meio confusa, com aquela tradicional velocidade inumana do “instrumento”. E tudo termina com a instrumental “Schizophrenic Lullaby”, com ritmo mais cadenciado, mas novamente voltada para boas melodias e um final mais caótico.

Apesar da longa duração de todas as faixas (com exceção da Intro) as partes cantadas são poucas, o que pode cansar o ouvinte ao arrastar um pouco as músicas, mas não chega a apagar o bom trabalho da banda no disco como um todo.

Quem curte algo mais tradicional, talvez não venha a gostar de “The Key to Understanding Suicides”, mas é um bom disco, indicado para aqueles que gostam de músicas mais experimentais. E sem deixar de citar o belo trabalho gráfico da capa do disco, de alto nível.

 

Nota: 7,5

 

Formação:

Alexa – Vocal

Asteria – Sintetizador/teclado

Chorus – Guitarra, Baixo, bateria eletrônica

 

5 Faixas – 42:36

Tracklist:

  • Psychotic Disharmony (Intro)
  • Catatonic Euphoria
  • Suicidal Melancholy
  • Romantic Aboulia
  • Schizophrenic Lullaby (Instrumental)