DSC_3077

 

Como todo bom gaúcho acredito ser o meu dever (e de todos) de apoiar e acreditar na música feita em nosso estado. E, dentre as centenas de bandas de Rock que surgiram e já ficaram pelo caminho nesse traiçoeiro mundo musical, o Acústicos & Valvulados continua firme, mais de vinte anos carreira e constantemente com o pé na estrada, e recém lançando seu mais novo disco, com o sugestivo título “Meio Doido e Vagabundo (O Fino do Rock Mendigo)”. Aproveitei para conversar com o baterista Paulo James, que relembra a carreira da banda, fala sobre o novo disco e da vida na estrada. Confiram e aproveitem para conhecer o novo disco…

 

 

Vicente – Como vocês avaliam a trajetória da banda até este momento, passados mais de 20 anos de sua criação. Como foi o inicio de tudo?

 

Paulo James – Foi em 1991, a gente era um bando de moleques loucos pra formar uma banda, fissurados no Rockabilly. Daí vimos um show dos Stray Cats, em São Paulo, e começamos a entrar nesse universo. A gente catava LPs e K7s com pérolas da Sun Records, bolachões importados dos mestres Chuck Berry, Buddy Holly, Eddie Cochran, Jerry Lee Lewis. Não era um lance comum, o mundo tava embarcando no Grunge, Guns’n’Roses, Red Hot… Mas a gente foi mais na raiz mesmo, era esse o som que nos movia. De lá até agora são 23 anos de estrada: a banda evoluiu, criou corpo, definiu uma sonoridade. Hoje temos nosso espaço no Rock Gaúcho e Brasileiro, quase 1.500 shows na bagagem, sete discos, DVD. A função do Rock não é fácil no Brasil, são poucas as bandas que conseguem resistir e se manter na ativa. E a gente se orgulha de fazer parte dessa história e defender essa bandeira!

 

Vicente – Para aqueles que ainda não conhecem a origem, como surgiu a idéia de nomear a banda de Acústicos & Valvulados?

 

Paulo James – O nome tem tudo a ver com o Rockabilly: “Acústicos” faz referência aos instrumentos acústicos, e “Valvulados” aos amplificadores. Pegamos essa frase de um fanzine de amigos nossos (coisa dos anos 90) e adaptamos pra virar o nome da banda.

 

Vicente – Seu último disco completo de estúdio foi “Grande Presença!”, de 2010. Como foi a gravação do mesmo e, após todo esse tempo, qual avaliação que fazem deste álbum?

 

Paulo James – O “Grande Presença!” foi muito legal, produção 100% independente, um disco bem garageiro, que retomou nossas origens, nos levou a gravar as bases ao vivo de novo, e rendeu uma sonoridade muito bacana! Fizemos clipes para todas as 11 faixas, e logo vai rolar um DVD com todo esse material.

 

acusticosvalvulados_meiodoidoevagabundo

 

Vicente – Agora finalmente está saindo do “Forno” o álbum “Meio Doido e Vagabundo (O Fino do Rock Mendigo). Como foi a gravação e composição deste disco, e qual a expectativa para seu lançamento?

 

Paulo James – A gente tá bem feliz com o resultado do “Meio Doido e Vagabundo”, e a receptividade tem sido muito boa! O disco segue no caminho do “Grande Presença”, mas é mais visceral, soa maior, mais porrada. Foi gravado em Porto Alegre pelo uruguaio Sebastian Carsin, no Estúdio Hurricane. Fizemos as bases ao vivo, o que garante uma sonoridade natural, sem aquele monte de edições. A história do Rock Mendigo é uma brincadeira nossa, uma ironia mesmo. No meio de tanta “ostentação”, o Rock ficou à margem, excluído, na sarjeta. Então só nos resta mendigar pela sobrevivência do Rock’n’Roll, certo? (risos)! Por enquanto, o disco está disponível no formato digital (iTunes, etc.). Em setembro chega o CD, e queremos prensar o LP também.

 

Vicente – Vocês lançaram o Single “Efeito”. Conte-nos um pouco sobre esse trabalho.

 

Paulo James – “Efeito” é uma declaração de amor ao Rock’n’Roll! Toda semana a gente vê alguém “matando” o estilo, dizendo que já era, que não tem mais espaço. Mas quem gosta do estilo, gosta mesmo, vive isso todo o dia. A galera entendeu o recado, se identificou, e tem curtido bastante.

 

Vicente – Vocês inclusive fizeram um vídeo para a música. Como foi a gravação do mesmo?

 

Paulo James – Um clipe bem direto, banda tocando, mas captando muito “afú” a vibe da música. Esse foi o segredo da coisa! Baita trabalho do amigo Sérgio Caldas, e uma linda participação da Charise Emerim😉

 

Acusticos & Valvulados PROMO 2014 Foto: Doni Maciel/Divulgação

 

Vicente – Como tem sido a rotina de shows?

 

Paulo James – A gente segue a filosofia do mestre Bob Dylan, com sua “Never Ending Tour”. Ou seja: os Acústicos & Valvulados são uma banda estradeira, que não para nunca! Fim de semana bom é fim de semana com shows. Temos feito entre 70 e 90 datas por ano, uma bela média pra uma banda independente.

 

Vicente – O rock gaúcho sempre teve muita força no cenário, com grandes bandas despontando desde a década de 80. Como vocês vêem essa cena nos dias de hoje. Quais bandas vocês destacariam?

 

Paulo James – Sempre tem muita coisa rolando aqui no Sul, várias bandas, vários artistas. O Rock Gaúcho tem mesmo uma força, um estilo, um lance muito peculiar. Eu destacaria o trabalho da Marquise 51 Produtora, que reúne um casting bem bacana, com a marca do Rock’n’Roll daqui. Procurem saber!

 

Vicente – Quais são as suas maiores influências, aquelas que te fizeram decidir fazer da música sua vida?

 

Paulo James – Bah, tenho que citar meus irmãos, ambos músicos, que com certeza me fizeram pensar em tocar e ter uma banda. Aliás, comecei com a banda do meu irmão, chamada Rebeldes, que segue na ativa e manda um Rockabilly de primeira! Tive muita influência do Rock Brasil anos 80, vivi direto esse período, grudado nas ondas da Ipanema FM. Mas foram os Stray Cats mesmo que me influenciaram definitivamente, e que nos levaram a fundar os Acústicos & Valvulados.

 

Vicente – Em poucas palavras, o que acham das seguintes bandas:

 

The Beatles: Os melhores, e mais criativos.

Tequila Baby: Grandes parceiros, somos fãs!

The Rolling Stones: Os melhores, na maldade do Rock.

The Ramones: Revolucionários, malucos, e donos de grandes sons.

Replicantes: Cresci ouvindo os caras, shows memoráveis!

 

Vicente – Uma mensagem para os fãs e amigos que curtem o trabalho do Acústicos & Valvulados e apostam na música nacional.

 

Paulo James – Acessem o nosso site pra conhecer o disco novo: www.acusticosevalvulados.com.br

E vamos seguir apoiando o Rock, gringo e nacional, sempre!

 

Acusticos & Valvulados PROMO 2014 Foto: Doni Maciel/Divulgação