635343951633549789

Troca de integrantes em bandas com uma carreira já consolidada sempre trazem questionamentos, imagina quando a troca em questão é da vocalista que trouxe uma nova alma para a banda? Sem dúvida que esse tipo de situação faz com que os fãs de longa data da banda fiquem com um pé atrás com relação ao futuro. No caso do Arch Enemy, a despeito do inquestionável talento e carisma da ex-vocalista Angela Gossow, a entrada de Alissa White-Gluz trouxe uma nova vida a banda sueca, além de soltar um dos trabalhos mais legais deles nos últimos anos. E para falar de “War Eternal” e de sua entrada na banda realizei essa entrevista com Alissa. Confiram o que a nova vocalista tem a dizer para os fãs brasileiros da banda…

 

 

 

Vicente –Primeiramente, como você vê o seu tempo no Arch Enemy até este momento?

 

Alissa White-Gluz – Eu estou tendo um grande momento até agora e estou ansiosa por cada show. Estamos todos orgulhosos de “War Eternal” e prontos para trabalhar mais do que nunca para manter o Arch Enemy voando!

 

406269

 

Vicente – Arch Enemy lançou este ano “War Eternal”, talvez um dos melhores álbuns da banda. Conte-nos como foi a gravação e composição deste álbum?

 

Alissa White-Gluz – Foi muito divertido, de verdade, e toda a banda trabalhou muito em “War Eternal”. Eu escrevi as letras e todos os arranjos vocais para 5 das músicas e Michael fez as outras 5, mas nós trabalhamos de “mãos dadas” em todo o material. Temos até uma orquestra de cordas de verdade em algumas das faixas. Nós realmente colocamos nossos corações e almas neste álbum, então eu estou extremamente feliz que vocês têm gostado dele!

 

 

Vicente – As primeiras impressões aqui no Brasil de “War Eternal” foram as melhores possíveis. E a reação da mídia em geral, tem sido a que vocês esperavam?

Alissa White-Gluz – Eu não sabia o que esperar, na verdade, mas eu sou muito grata por ter o apoio do Brasil. Nós apenas estamos felizes que as pessoas estão curtindo a nossa música!

 

635343951663345841

 

Vicente – “War Eternal” é um dos álbuns mais agressivos do Arch Enemy. Mas, ao mesmo tempo, tem muitas variações e diferentes melodias. Está é a proposta desde o início da composição deste álbum?

 

Alissa White-Gluz – Nós definitivamente queríamos ultrapassar os limites do metal melódico e manter a mesma brutalidade que você esperaria do Arch Enemy. Acho que conseguimos encontrar um bom equilíbrio entre os vários elementos que compõem o álbum.

 

 

Vicente – Você disse em uma entrevista que vocês nunca poderiam fazer um álbum fraco ou ruim. Esse tipo de pressão ajudou no resultado de “War Eternal” ?

 

Alissa White-Gluz – Eu não me sentiria pessoalmente feliz tocando uma música da qual eu não tivesse orgulho. Eu não gostaria de lançar algo que não era o meu melhor trabalho. Felizmente, “War Eternal” é o melhor álbum  no qual já fiz parte, eu tenho certeza disso, e eu estou tendo um grande momento ao executar essas músicas (e as canções clássicas do Arch Enemy) ao vivo na turnê.

 

 

Vicente – Você sabia que iria sofrer um monte de comparações com Angela. Você acha que o grande trabalho realizado no álbum ajuda a quebrar essa barreira com os antigos fãs?

 

Alissa White-Gluz – Absolutamente. Além disso, a própria Angela ter escolhido a mim mostra aos fãs de que este foi realmente um esforço conjunto e não apenas uma escolha aleatória. E eu não acho que ser comparada com uma das maiores vocalistas de todos os tempos seja realmente uma coisa ruim, não é verdade? (risos).

 

635343951693609894

 

Vicente – Como foi a gravação do videoclipe de “War Eternal”?

 

Alissa White-Gluz – Ótimo! Patrik Ullaeus é muito eficiente e profissional, por isso é sempre divertido trabalhar com ele.

 

 

Vicente – E os próximos planos para a banda? Talvez uma pequena turnê pelo Brasil em breve?

 

 

Alissa White-Gluz – Nós iremos lhes dizer nossos planos muito em breve!🙂

 

 

 

Vicente – Em poucas palavras, o que você acha sobre essas bandas:

 

Morbid Angel: Pesado e mal-humorado

Carcass: Brutal e interessante

Iron Maiden: Épico e grandioso

Kamelot: Teatral e belo

Nightwish: Cultural e cinematográfico

 

 

Vicente – Finalmente, por favor, deixe um recado para todos os brasileiros que curtem o som do Arch Enemy. Esperamos ver vocês aqui em breve…

 

Alissa White-Gluz – Muito obrigado aos fãs no Brasil que me apoiaram com minhas bandas anteriores, com o Kamelot e agora com o Arch Enemy. Isso significa o mundo para mim, saber que vocês gostaram de “War Eternal”! Estou animada e ansiosa para ir tocar novamente aí em breve!

635343951643533806