350467

AMANDA SOMERVILLE (Avantasia), BLAZE BAYLEY (Ex-Iron Maiden), CARLOS ZEMA (Ex-Outworld), DAISA MUNHOZ (Vandroya), GUI ANTONIOLI (Tierramystica), IURI SANSON (Hibria), JEFFERSON ALBERT, LEANDRO CAÇOILO (Ex-Eterna), LÍGIA ISHITANI, LUCAS MARTINS, MANUELA SAGGIORO, MÁRIO PASTORE (Pastore), MATT SMITH (Theocracy), MICHEL SOUZA, TIM RIPPER OWENS (Ex-Judas Priest), VICTOR EMEKA, MIKE VESCERA (Ex-Yngwie Malmsteen), NANDO FERNANDES, PEDRO CAMPOS

Se esse time de vocalistas não surpreender vocês, que tal estes instrumentistas: CLEITON CARVALHO – guitarrista, EDUARDO SANTOS – bateria, FÁBIO LAGUNA – tecladista, FRANK TISCHER (Avantasia) – pianista, GABRIEL MAGIONI – tecladista, GABRIEL VIOTTO – baterista, RODOLFO PAGOTTO (Vandroya) – guitarrista, ROLLIE FELDMAN (Ex-Circle II Circle) – guitarrista, THIAGO AMENDOLA – guitarrista, TITO FALASCHI – produtor / baixista / guitarrista / vocalista, LEANDRO ERBA – guitarrista, MARCO LAMBERT (Vandroya) – guitarrista, MARKUS GROSSKOPF (Helloween) – baixo. Tudo isso sob a “batuta” do compositor, idealizador do Soulspell e baterista Heleno Vale.

E se, mesmo assim, você dizer, “ta, e daí, grandes nomes não fazem um grande time”, no caso do Soulspell essa afirmação vem abaixo, porque aqui estes grandes nomes fazem um time (no caso um disco) excelente. Mesmo não sendo inédito esse tipo de empreitada, vide Avantasia e Ayreon, só para citar os mais recorrentes, me atrevo a dizer que o Soulspell é tão bom quanto, quiçá até mesmo melhor, que os projetos anteriormente citados.

Tão bom quanto, pois ele pega o peso do Power Metal do Avantasia e mergulha no progressivo do Ayreon, tirando o melhor de ambos, e, mesmo assim, criando algo único, “Hollow’s Gathering” é um disco estupendo, daqueles que necessariamente devem ser ouvidos como um todo, e não apenas um apanhado de músicas. Mesmo hoje em dia com as facilidades da Internet, é um álbum que a gente precisa ter em mãos para compreender e “degustar” da maneira mais adequada. Justamente por isso, fica impossível destacar faixas individualmente, ou seja, ouçam da longa faixa-título até o final com a bela “A Whisper Inside”. E entendam o por que até mesmo os “gringos” renderam-se a este grande trabalho.

A história, já em seu terceiro ato, é um grande atrativo do disco também, um prato cheio para quem gosta de fantasia, mas não daquelas tantas vezes citadas no mundo do Power Metal. Com o encarte nas mãos, fica simples acompanhar e compreender todos os meandros da história em si. E ficamos na espera do Ato IV.

Apesar das presenças estrangeiras, os grandes destaques, na minha opinião, são os músicos nacionais mesmo, comprovando que, quando se tem a mente aberta e se procura conhecer nosso cenário mais a fundo, iremos ver músicos cada vez mais capacitados e criativos Made in Brazil…

Nota: 9,0

Tracklist:

1. Hollow s Gathering
2. A Rescue Into the Storm
3. To Crawl or to Fly
4. Anymore
5. Adrian s Call
6. Change the Tide
7. Echoes from Hell
8. The Keeper s Game
9. The Dead Tree
10. A Whisper Inside