Lacuna Coil

No inicio de 2000, a Internet ainda engatinhava os seus passos de compartilhamento de arquivos, principalmente para quem padecia com a conexão discada. Não era tão simples baixar discos, vídeos e afins. Foi nessa época que conheci pela primeira vez o som dos italianos do Lacuna Coil, com a faixa “To Myself I Turned”, do seu debut “In A Reverie”. Uma música forte e, porque não dizer, pegajosa, apesar de não tão pesada quanto de bandas da época como Nightwish e After Forever. Desde então sempre acompanhei a carreira da banda, que, apesar de algumas mudanças no som, continuou mantendo uma boa base de fãs no Brasil e mundo afora. Prestes a tocar aqui novamente em Março, tive a oportunidade de entrevistar o Vocalista Andrea Ferro, que conta mais sobre os shows daqui, sobre o novo “Dark Adrenaline” e sobre o cenário da música em geral.

Já deixo aqui também os meus votos de feliz ano novo para todos, que 2013 mantenha o que ficou de bom neste ano e apague os problemas de 2012, fazendo com que assim tenhamos uma nova era (sem fim do mundo desta vez). E que a música continue a guiar todos, tanto no Brasil quanto no mundo todo, de preferência sem mais “Gangnam Style” a perturbar nossos ouvidos e mente.

 

Vicente – Vocês virão tocar novamente no Brasil em Março. Quais são as suas lembranças dos outros shows aqui?

Andrea Ferro – Já fomos ao Brasil duas vezes, uma vez como atração principal e na outra em uma turnê com o Lamb of God e Hatebreed. Ambas as vezes foram uma experiência incrível, tudo foi muito divertido e confesso que não esperávamos ter tantos fãs ai.

Vicente – O que você espera deste novo show aqui?

Andrea Ferro – Desta vez eu espero que seja ainda mais divertido, uma vez que vamos fazer três shows no Brasil e só isso já é incrível, vai ser um pouco difícil, porque nós vamos ter que viajar muito, mas eu não posso esperar para estar ai novamente!

Lacuna CoilVicente – E o que os fãs daqui podem esperar do Lacuna Coil?

Andrea Ferro – Vai ser verdadeiramente um show especial, que vai comemorar os 15 anos do Lacuna Coil onde vamos tocar um monte de músicas antigas.

Vicente – Para você, quais são as músicas que nunca podem ficar de fora do set list de um show da banda?

Andrea Ferro – Eu acho que há pelo menos um par de cada álbum que fizemos, desde o “Comalies”, mas há também algumas músicas mais antigas, uma, ou algumas do último álbum, este set list certamente vai ser muito bom para os fãs da velha escola e para as pessoas que acabam de descobrir a nossa banda com o “Dark Adrenaline”.

Vicente – Vocês já tocaram em muitos países no mundo nos últimos anos. Você acha que esses dias são melhores ou piores para as bandas em geral?

Andrea Ferro – Em geral é um momento terrível para a música (e não somente para a música, obviamente) bandas, gravadoras e promotores estão sofrendo neste momento. Álbuns não estão vendendo como antes e todas as bandas estão constantemente em turnê para ganhar dinheiro, mas as pessoas não têm dinheiro para ir e ver todos os shows, o que faz com que eles tenham que escolher o que eles realmente querem ver. Nós estamos sobrevivendo porque nós construímos uma boa base de fãs e uma carreira ao redor do mundo, mas muitas bandas vão acabar em breve.

Vicente – Vamos falar sobre o seu novo álbum, “Dark Adrenaline”. Como foi a gravação e as composições deste álbum?

Andrea Ferro – A composição foi acontecendo no porão do Marco, nosso baixista, ele construiu uma espécie de estúdio em casa, onde nos encontramos e trocamos todas as idéias que nós coletávamos. Depois de alguns meses tínhamos 15/16 músicas prontas e nós nos encontramos para ensaiar o novo material com o resto da banda e Don (Gilmore) o produtor. Realizamos a gravação de todas as músicas em um estúdio vintage em Milão (Itália) e todos os vocais e arranjos finais em Los Angeles (Califórnia), no estúdio de Don. A mixagem e a masterização foi feita em Milão, com os engenheiros italianos.

Vicente – E a reação dos fãs é a que vocês esperavam?634564544755390000

Andrea Ferro – A reação dos fãs tem sido muito boa, tanto os mais antigos quanto os mais novos. “Dark Adrenaline” tem sido também o nosso álbum que alcançou as melhores posições nos EUA, bem como em alguns países europeus e “Trip the Darkness” tem sido o nosso maior sucesso no rádio.

Vicente – “Trip the Darkness”, “End of Time” e “Intoxicated” são grandes músicas. Quais seriam as músicas de “Dark Adrenaline” que você indicaria para aqueles que ainda não conhecem o Lacuna Coil?

Andrea Ferro – Essas músicas são um bom exemplo da variedade de sons e humores que você vai encontrar no álbum, talvez você também deva ouvir “Upsidedown“ e “My Spirit”.

 

Vicente – “End of Time” e “Trip the Darkness” tornaram-se grandes vídeos. Como foi a gravação de ambos os clipes?

Andrea Ferro – Os dois vídeos são bastante diferentes, “Trip of Darkness” foi mais divertido de filmar, porque ele tem o clássico  playback com a banda, então apenas tocamos a música, muitas e muitas vezes. “End of Time” foi mais interessante porque eu e Cristina mudamos de vestimenta muitas vezes e demorou um longo tempo para filmar tudo, mas acima de tudo estou muito feliz com os dois.

Vicente – Neste álbum vocês gravaram uma versão de “Losing My Religion” do REM. Conte-nos um pouco sobre isso, e por que vocês escolheram essa música em particular?

Andrea Ferro – Losing my Religion já estava na pauta quando fizemos Enjoy the Silence, é uma canção de rock clássico e gostamos de escolher músicas que não são estritamente Metal, porque são mais diversificadas e interessantes para se coverizar. Também pensamos que as letras ficariam muito bem encaixadas com o restante do álbum.

Lacuna CoilVicente – Uma coisa que é relativamente incomum hoje em dia é que a banda tem a mesma formação desde 1998. Qual é o segredo para esta “longevidade”?

Andrea Ferro – Não há segredo para isso, nós começamos como amigos e ainda somos amigos e fomos trilhando juntos este caminho com o tempo de nossas vidas. Talvez um dia algum de nós terá o bastante deste estilo de vida e decidirá seguir novos rumos. Até agora ainda temos grande paixão pela música e pela banda.

Vicente – Quais são seus maiores objetivos para 2013?

Andrea Ferro – Manter a banda limpa e saudável, e escrever algumas grandes músicas novas.

Vicente – Em poucas palavras, o que você pensa sobre essas bandas:

Epica: Eu não os conheço muito bem, mas eles parecem pessoas muito legais e bons músicos. Mas não seria tanto a minha praia…

Slipknot: Estivemos em turnê juntos no passado e nos tornamos bons amigos, eles são uma banda ao vivo matadora, uma máquina do caos! Eu amo muitas de suas músicas.

Within Temptation: eles são um dos padrinhos europeus do gênero que ainda estão por aí, junto com a gente e o Nightwish, pessoal muito legal, nós fizemos uma turnê conjunta nos EUA e tivemos um bom tempo. Algumas de suas músicas são clássicas.

Lamb of God: Já estivemos tocando com esses caras muitas vezes e é sempre um prazer encontrar nossos irmãos da Virgínia. Banda incrível, os adoramos!

Paradise Lost: uma de nossas maiores influências, pessoal muito legal, grandes compositores, lendas!

 

Vicente – Por fim, deixe uma mensagem para todos os brasileiros que curtem o som do Lacuna Coil

Andrea Ferro – Para todos os nossos amigos no Brasil, obrigado pelo apoio, vejo todos vocês em 2013, será um show épico, não percam!

Trip the Darkness: http://www.youtube.com/watch?v=VTT6picaCoQ

End of Time:  http://www.youtube.com/watch?v=USXHxgWoS9g

Lacuna Coil