Este é o primeiro disco da banda mineira, que já tem uma década de atividade. E apesar de, como os próprios membros disseram a gravação ter sido muito complicada por diversos fatores e até mesmo pela inexperiência, o resultado para quem curte o Heavy Metal dos anos 80 é o melhor possível. Bebendo de fontes como Running Wild, Saxon, Grave Digger e Judas Priest, o Odisséia nos brinda com nove faixas sem pausa para respirar. É metal pesado e veloz durante toda a duração do disco. Na época da gravação a banda estava reduzida a um trio, com Gleison Maest nos vocais, JP Zampiere nas guitarras e baixo, e Dimas Correa na bateria. Podemos citar como principais destaques as poderosas Honor and War, We Love Rock n’ Roll, a melhor de todas She is Sacred and Sinner e Desert Lands. O Odisséia demonstra força em seu debut, e nos faz esperar pelo que virá a seguir. For Waters Force…Winds of Power é simples assim, o bom e tradicional Heavy Metal. Como sempre o deveria ser.

Nota: 8,5

Tracklist:

1. BloodSea    
   
2. Honor and War    
   
3. For Waters Force… Winds of Power    
   
4. We Love Rock and Roll    
   
5. She is Sacred and Sinner    
   
6. Last Fear    
   
7. Lady Belle Demon    
   
8. Will You Fight on The Next War?    
   
9. Desert Lands