Uma das mais influentes bandas do metal mais extremo na última década, o Arch Enemy estará se apresentando no Brasil no próximo dia 25 de Novembro, no Carioca Club. Aproveitei para entrevistar a vocalista Angela Gossow, que demonstrou muita simpatia e, mesmo em meio a grande turnê da banda, falou sobre o show aqui, que inclusive poderá fazer parte do novo DVD ao vivo da banda, o mais recente álbum da banda, e até sobre a batalha dela pelos direitos dos animais. Preparem-se para o que o Arch Enemy irá apresentar no próximo mês. A legião do caos se aproxima…

 

Vicente – Você vai tocar novamente no Brasil em Novembro. Qual é a sua lembrança dos outros shows aqui?

Angela Gossow – Eles foram todos muitos loucos e selvagens! Os fãs brasileiros são muito apaixonados pelo metal em geral e pelo Arch Enemy, em especial, por isso estamos realmente ansiosos para voltar! Desta vez, temos uma equipe de filmagem com a gente para documentar a turnê sul-americana, vamos gravar cada show e vamos filmar os fãs também! Então, se você quer ser parte do próximo DVD ao vivo do Arch Enemy, venham para os shows e o transformem num inferno!

Vicente – O que você espera deste novo show aqui?

Angela Gossow – Máxima Insanidade, um puro Heavy Metal!

Vicente – E o que os fãs daqui podem esperar do Arch Enemy?

Angela Gossow – Um setlist muito original, vamos tocar um monte de músicas que não tocamos pela última vez.

Vicente – Quais são as músicas que nunca podem estar fora da lista do Arch Enemy? Quais são as novas músicas que certamente entrarão no set list?

Angela Gossow – Não excluímos nenhuma música, mas eu acho que existem alguns sons mais antigos, que podemos não tocar de novo… Mas, novamente, nunca diga nunca. Acabamos de comemorar 10 anos do “Wages of Sin” e até mesmo tocamos Web of Lies ao vivo, o que nunca fizemos anteriormente. Então, realmente tudo é possível. As novas músicas no setlist definitivamente deverão ser algumas do álbum “Khaos Legions”, incluindo Cruelty Without Beauty. Também executamos In This Shallow Grave ao vivo por um tempo agora e tem sido muito legal…

Vicente – Você já tocou em muitos países no mundo nos últimos anos. Você acha que esses dias são melhores ou piores para as bandas em geral?

Angela Gossow – Isso depende do mercado. Nós somos uma banda que adora tocar, então nós realmente ganhamos mais audiência em muitos mercados – por isso está tudo indo bem para nós. Alguns mercados estão decaindo ultimamente… E se não tivermos um número suficiente de pessoas que vêm a um show não faz qualquer sentido financeiramente, pois o custo é muito elevado, então temos que pular o país da próxima vez. Então, eu realmente espero que teremos um monte de gente no show no Brasil!

Vicente – Arch Enemy lançou ano passado “Khaos Legions”. Como foi a divulgação? Quando e onde ele foi gravado?

Angela Gossow – Temos tido um feedback muito bom do álbum, que tem algumas músicas muito fortes nele, como “Yesterday Is Dead And Gone” ou “Bloodstained Cross”, que permanecerão sempre em nosso setlist eu acho. Foi gravado na Suécia e mixado e masterizado por Andy Sneap na Inglaterra.

Vicente – Para você, qual é a maior diferença entre “Khaos Legions” e os demais álbuns do Arch Enemy?

Angela Gossow – É um momento na história do Arch Enemy, nada mais, nada menos. Nossa maneira de compor continua a mesma, não tentamos escrever sucessos. Eu acho que o próximo álbum vai soar muito diferente porque nós temos um novo guitarrista na banda que é muito inspirado no Heavy Metal .. Chris estava meio afastado do metal um pouco, e com isso não estava tão inspirado quando compusemos o “Khaos Legions”. Ele só não estava com esse sentimento, então ele não contribuiu muito.

Vicente – “Cruelty Without Beauty” é uma música muito importante para você, certo? Como foi a composição dessa música?

Angela Gossow – Sim, eu luto pelos direitos humanos e pelos direitos dos animais. Esta é uma canção contra a vivisseção… Na maioria das vezes nós não precisamos testar substâncias em animais vivos e, mesmo assim, ainda próspera esta prática cruel, com milhões de animais sendo torturados a cada ano para coisas tão tolas como cosméticos e corantes. O consumidor tem a opção de não comprar esses produtos. Leia o rótulo, só comprem produtos não testados em animais, por favor! Eu sempre quis escrever uma canção sobre este tema, por isso, quando Michael veio com esse riff principal doentio, eu sabia, esta seria a minha deixa! Fizemos um simples vídeo para ela, você pode vê-lo em www.archenemy.net (sem restrição de idade) ou no youtube:

Por favor, compartilhe-o tanto quanto você puder, para assim espalhar a mensagem. Crueldade animal não é necessária, então vamos lutar para parar com isso!

Vicente – Quando você começou na música, quais foram as suas maiores influências, que inspiraram você?

Angela Gossow – Eu cresci com o som da cena Death Metal dos anos 90. Dismember, Entombed, Carcass, Cannibal Corpse, Morbid Angel, Death. Eu realmente queria soar como Chuck Schuldiner, ele é meu vocalista favorito da cena extrema de todos os tempos. Então eu gritei ao longo do “Scream Bloody Gore” até que minha garganta começou a sangrar (risos).

Vicente – Por fim, deixe uma mensagem para todos os brasileiros que curtem o som do Arch Enemy

Angela Gossow – Por favor, venham todos para o nosso show dia 25 de Novembro, no Carioca Club em São Paulo! Queremos filmar você para o nosso DVD e mostrar ao mundo o quão loucos vocês são! Até breve! Permaneçam puramente Metal!

Cruelty Without Beauty : http://www.youtube.com/watch?v=7AzhTcQ15eo&feature=bf_prev&list=UUIPN3XIDtyAVP6GWYsE7pQQ

Under Black Flags We March: http://www.youtube.com/watch?v=ZPlVbLpuEhI&list=UUIPN3XIDtyAVP6GWYsE7pQQ&index=2&feature=plcp

Venda Ingressos :http://www.liberationstore.net/Produto.aspx?IdProduto=165&IdProdutoVersao=165