Tags

, , ,

 

Banda

Godwatt Redemption

Local

Itália

Gênero

Stoner/Doom Metal

Ano de Formação

2006

 

Faltava uma banda de Stoner Metal à ser entrevistada, justo um dos meus gêneros preferidos (grande fã de Cathedral). Agora com essa banda italiana. o Godwatt Redemption, não falta mais.  Uma banda realmente voltada ao estilo, tanto na maneira de viver como no som abafado e com inúmeras influências dos anos 70, como bem convém ao estilo. Formada por Moris Fosco (Guitarras e Vocais), Mauro Passeri (Baixo), e Andrea Vozza (Bateria), com quem tive a oportunidade de conduzir esta conversa.  

Vicente: Primeiro, nos fale um pouco sobre os seis anos de existência do Godwatt Redemption

Andréa: O Godwatt Redemption iniciou as suas atividades em Junho de 2006, quando três amigos, profundamente envolvidos com músicas lentas, decidiram criar uma banda de Stoner Rock/Doom Metal.

A proposta veio do guitarrista-vocalista Moris Fosco, empurrado pelo monolítico baixista Mauro Passeri. Depois de ter testado vários músicos, decidiram que era melhor continuar como um trio e recrutaram Andrea Vozza para a bateria. A partir deste momento começamos a nossa atividade com intensas “jam sessions”.

Após vários meses de exaustivas sessões, nós gravamos um CD-Demo. A partir daí, começamos a nossa pesada atividade ao vivo, tocando em vários lugares da Itália, tomando parte também de vários festivais importantes em nosso país. Após o lançamento do CD-Demo (2007) e o primeiro disco completo produzido por nós mesmos “The Hard Ride of Mr. Slumber” (2008), estamos prontos para o rock novamente com nosso novo disco “Rough Sessions”, disponível desde 3 de Março de 2012.

Vicente: Vocês lançaram “Rough Sessions” neste ano. Como está sendo a divulgação? Quando e onde foi gravado?

Andréa: O álbum foi gravado entre fevereiro e abril de 2011, em Alatri (Itália) por Luca Straw, em seu “Home-Studio”. Ele atingiu exatamente o que queríamos, um som cru, que refletia mais ou menos o nosso desempenho ao vivo… O som do nosso equipamento, sem qualquer retoque ou som falso. O que você ouve no CD é somente nós mesmos. E nós estamos felizes com isso, é claro!

Vicente: E a reação dos fãs foi como vocês esperavam?

Andréa: Sim, foi ótimo. Eles são muito passionais em relação a nós, e estamos muito felizes com isso! O povo conhece-nos como os que abalam as paredes dos locais com intensidade, e estamos muito orgulhosos disso!

Vicente: Além dele, vocês lançaram em 2008 o álbum “The Hard Ride of Mr. Slumber”. Conte-nos algo a respeito deste disco.

Andréa: “The Hard Ride of Mr. Slumber” foi o nosso primeiro disco completo, estamos felizes com isso, mas nós poderíamos ter feito algo melhor, você sabe o que quero dizer? Nós não ficamos realmente satisfeitos com o processo de gravação, passamos muito tempo no estúdio, estávamos exaustos. Ainda tínhamos que aprender sobre todo o processo de gravação. Mas as faixas ficaram legais cara!

Vicente: Sua música é um grande Stoner Metal, com algumas influências de Doom Metal. Como você vê essa cena nestes dias?

Andréa: A cena hoje em dia está mais viva do que nunca! Há um monte de grandes bandas saindo e isso é ótimo! Bandas como Red Fang, Baroness, Radio Moscow, Kongh, etc. São incríveis, e elas são apenas uma pequena parte da lista!

Vicente: Como está a cena na Itália com relação ao Rock e Metal?

Andréa: A Itália não é famosa no mundo por muitas bandas de Rock ou Metal, e talvez isso nunca vá acontecer, mas a cena underground oferece bandas muito legais, você só tem que procurar cara, e vai sempre encontrar algo de interessante!

Vicente: O que vocês sabem sobre Rock e Metal no Brasil?

Andréa: Cara, realmente não muito, além do Sepultura e outros projetos do Max Cavalera. Mas eu sei que o público brasileiro é único no mundo, esperamos ir ai algum dia! Quem sabe…

Vicente: Quem são as suas maiores influências?

Andréa: Temos diversas influências na banda, mas com certeza temos em comum Black Sabbath, Cathedral, Kyuss, Monster Magnet, Motorhead e todas as coisas boas dos anos setenta!

Vicente: Em poucas palavras, o que você pensa sobre essas bandas:

Candlemass: “Epicus, doomicus, Metallicus” se enquadra à atitude desta incrível banda, mais nada a dizer!

Lacuna Coil: não os ouço

Black Sabbath: os padrinhos de tudo!

Electric Wizard: uma banda com uma real atitude “Doom”. Eles são o que tocam! Simplesmente fantásticos!

Cathedral: Com certeza nossa banda favorita, eles reinventaram o gênero na década de 90 com um monte de influências pessoais.

Vicente: Por fim, deixe uma mensagem para todos os brasileiros que conhecem ou gostariam de conhecer muito mais sobre a música do Godwatt Redemption

Andréa: Em primeiro lugar, queremos agradecer a você Vicente pela entrevista! Nós realmente apreciamos!

E o pessoal do Brasil, ao encontrar “Godwatt Redemption ” na internet e ouvirem nossas músicas, lembrem-se sempre de reproduzi-las o mais alto possível, não importa se você está preso no escritório ou no hospital, é só girar o volume para o alto!

E se você gostar de nós, entre em contato conosco para obter uma cópia dos nossos Cds aqui: godwattredemption@hotmail.com

Mantenham-se “Heavy”, meus caros!