Entrevista com o Vocalista Blaze Bayley

promo blaze

Foi em 1993 que realmente comecei a conhecer mais a fundo o trabalho do Iron Maiden, durante o lançamento do A Real Live One e A Real Dead One, que marcavam também a despedida de Bruce Dickinson da banda. Depois disso conheci todos os discos anteriores, comprando-os (ou pegando emprestado) e tornei-me um apaixonado pela banda. Mas o disco que realmente trazia expectativa era The X-Factor, onde pela primeira vez eu vivenciava a espera por um disco inédito, e que ainda trazia a estréia do novo vocalista, Blaze Bayley. E confesso que não me decepcionei nem um pouco, pois curti (e na verdade, ainda curto) as grandes músicas que o álbum de 1995 trazia. A banda com Blaze não teve vida longa, tendo durado apenas mais um álbum, o criticado Virtual XI, mas mesmo assim deixou sua marca na história do Maiden. Depois o vocalista seguiu sua carreira solo, onde visivelmente sentiu-se mais feliz, e mesmo com altos e baixos, tanto na música quanto na vida pessoal, ele continua até hoje a lançar discos e fazer grandes turnês. Como essa que estará passando pelo Brasil em Janeiro. E nessa entrevista realizada, Blaze Bayley fala justamente sobre estes shows, sua carreira e sobre a época no Iron Maiden. Confiram o que ele tem a dizer…

 

Vicente – Nos últimos anos, você criou um vinculo muito grande com o Brasil, fazendo grandes shows. Qual é a sua melhor recordação destes shows aqui?

Blaze Bayley – Tenho ótimas lembranças de tantos shows no Brasil.  Uma das coisas que eu realmente gosto é que tenho ido a lugares que a grande maioria dos artistas não vão. Um concerto que fizemos foi nas proximidades da Amazônia, em Rio Branco.   Esse foi muito especial.

Vicente – O que você espera destes novos shows aqui em Janeiro?

Blaze Bayley – Eu não sei o que esperar. Estou esperando o melhor, será realmente diferente, e eu gosto muito disso. A pequena turnê que eu fiz no Reino Unido no ano passado foi muito boa e eu fiquei surpreso com as boas reações. Thomas e Anne são dois grandes talentos, por isso vai ser muito bom trabalhar com os dois.

Vicente – E o que os fãs daqui podem esperar de Blaze Bayley?

Blaze Bayley – Eu vou fazer o melhor que eu posso para trazer essas canções à vida e fazer as pessoas sentirem como se fosse a primeira vez que elas já as escutaram.

Vicente – Para você, quais são as músicas que nunca podem estar fora da lista de seus shows? Quais são as novas músicas que certamente entrarão no set list?

Blaze Bayley – “Russian Holiday” estará no novo setlist.   É sempre muito difícil deixar de fora “Man on the Edge”.

332959Vicente – Você lançou este ano “The King of Metal”. Como foi a gravação e as composições deste álbum?

Blaze Bayley – Eu fiz a maior parte das composições com Thomas Zwijsen. Eu queria fazer algo muito simples e direto. Diferente do que eu fiz anteriormente. É um tipo diferente de álbum que se espera do Blaze Bayley, estou muito orgulhoso dele.

Vicente – E a reação dos fãs foi como você esperava?

Blaze Bayley – Todo mundo que eu tenho falado diz que realmente gostou do álbum, então estou muito satisfeito.

Vicente – Qual é a razão do título?

Blaze Bayley – Os fãs são o rei do metal, eu queria dedicar o álbum para os fãs que me apoiaram e que tornaram possível para que eu pudesse fazer isso.

Vicente – Qual é a maior diferença entre o “The King of Metal” para os seus demais álbuns?

Blaze Bayley – É um álbum extremamente simples e direto. Eu não queria fazer arranjos grandiosos e complicados. Eu queria mostrar aos fãs diretamente a mensagem de tentar levantar-se depois de ter sido derrubado.

Vicente – Eu sei que você respondeu este tipo de perguntas tantas vezes, mas como é que você vê hoje em dia a sua trajetória no Iron Maiden?

Blaze Bayley – Estou muito orgulhoso de todo o tempo que passei no Iron Maiden. Um grande número de pessoas me conheceram daquela época e foi um grande momento na minha vida.

Vicente – Qual é a sua melhor e a pior lembrança da época?

Blaze Bayley – O pior foi estar longe de casa por tanto tempo, e com certeza a melhor foi poder fazer tantos shows em um ano.

Vicente – E a sua música favorita em “The X-Factor” e “Virtual XI”? IMG_0167

Blaze Bayley – Bom, no X-Factor é Sign of the Cross, e no Virtual XI foi Como Estais Amigos.

Vicente – Quando você começou na música, quais foram as suas maiores influências, que te inspiraram a ser um músico profissional?

Blaze Bayley – Ronnie James Dio, Bon Scott, Angus Young

Vicente – Em poucas palavras, o que você acha sobre esses vocalistas:

Robert Plant: Lenda

Rob Halford: O Deus do Metal

Bruce Dickinson: Gigante

Dio: O Todo Poderoso

Ozzy Osbourne: O perturbado

Vicente – Por fim, deixe uma mensagem para todos os brasileiros que curtem o som e a carreira do Blaze Bayley

Blaze Bayley – Muito obrigado pelo seu apoio, espero que gostem do meu novo disco. Russian Holiday (EP acústico que estará sendo lançado no inicio de 2013) e espero vê-los em um dos meus shows em Janeiro

Uma resposta para “Entrevista com o Vocalista Blaze Bayley”

  1. [...] Fonte: Witheverytearadream / Whiplash.NetTradução:  Vicente Reckziegel [...]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 606 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: